Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

04 DEZ
19h47

CMJP recebe sindicalistas e anuncia votação da equiparação salarial da Guarda Municipal para a semana que vem


O projeto de lei de autoria do Poder Executivo que trata da equiparação salarial dos guardas municipais da capital será votado no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) nesta quarta-feira (6). A data ficou definida durante reunião do presidente da Casa, vereador Marcos Vinícius (PSDB), com representantes do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado da Paraíba (Sindgm-PB).

“Isso também é papel da Câmara, o de fazer esse canal entre a população e a administração municipal. A Casa estará sempre aberta e os vereadores sempre estarão à disposição para resolver os problemas da cidade. Assim como estamos recebendo esse pedido de apoio dos guardas municipais, já o fizemos aos agentes de saúde, aos enfermeiros, aos odontólogos e aos dentistas”, avalia o presidente Marcos Vinícius. “Temos prezado por esse canal, no intermédio com a prefeitura, na busca de soluções”.

Além do presidente Marcos Vinícius, os representantes do sindicato foram recebidos pelos vereadores Chico do Sindicato (Avante) – que solicitou a reunião dos sindicalistas com a presidência da CMJP –, Dinho (PMN), João dos Santos (PR), Leo Bezerra (PSB), Marcos Henriques (PT) e Bruno Farias (PPS). “Só temos a agradecer esse apoio da Câmara e dos vereadores, tanto da oposição quanto da base do governo”, agradeceu o presidente do Sindgm-PB, José Luiz Silva de Arruda.

“Na verdade, esse projeto em tramitação na Câmara nem trata de aumento salarial e sim de uma equiparação ao salário mínimo”, explica José Luiz, lembrando que, quando da criação do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCR) da categoria, em 2011, um agente da Guarda Municipal recebia o equivalente a 1,3 salários mínimos. “Hoje estamos defasados”, acrescenta o sindicalista, ressaltando: “Essa é só uma luta. Mas muito tem que ser feito, inclusive a melhoria das nossas condições de trabalho, a modernização dos nossos equipamentos e fardamento, além da falta de uma sede própria”.

Todos os vereadores presentes à reunião adiantaram que vão aprovar o projeto que se encontra em tramitação na Casa. “Tanto os vereadores da oposição quanto os da situação estão unidos à essa causa da Guarda Municipal”, anunciou o vereador Bruno Farias, líder da oposição.

Segundo José Luiz Silva, o Sindgm-PB atua em toda a Paraíba; engloba guardas e vigilantes municipais; e dos 223 municípios paraibanos, 21 deles têm a Guarda Municipal instituída. Em todo o estado são 3.900 guardas e 5.800 vigilantes. Somente em João Pessoa são 700 guardas municipais.

 

 

Jorge Rezende

 

Postado às 19h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".