Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

10 JAN
18h24

DJe desta quinta-feira (11) traz mais uma relação de processos migrados do e-Jus para o PJe


Mais um lote de processos referentes à migração do sistema e-Jus para o PJe será divulgado no Diário da Justiça eletrônico (DJe) desta quinta-feira (11). Desta vez, são 820 processos que foram deslocados no período de 18 a 19 de dezembro de 2017, conforme estabelecido nos Atos da Presidência nº 79 e nº 88/2017. Na relação, constará o nome da comarca, vara, número do processo, classe processual, nome das partes e seus advogados.
 
Os processos são referentes às seguintes unidades judiciárias: Juizados Especiais Criminais da Capital e de Campina Grande; Juizados Especiais de Cabedelo e de Mamanguape; Juizados Especiais Mistos de Cajazeiras e de Santa Rita; 1° e 2º Juizados Especiais Cíveis de Campina Grande; 1ªs Varas Mistas de Conceição, Cuité, Ingá, Itaporanga e Monteiro; 1ºs Juizados Especiais Mistos de Patos e de Sousa; 2ªs Varas Mistas de Catolé do Rocha, Conceição, Itaporanga, Monteiro e Princesa Isabel; 2ºs Juizados Especiais Mistos de Mangabeira, Patos e Sousa; e 3ªs Varas Mistas de Catolé do Rocha e Princesa Isabel.
 
Após a migração dos processos eletrônicos de uma unidade judiciária, não será possível a juntada de novas petições, documentos, realização de qualquer movimentação ou alteração de dados cadastrais no e-Jus, inclusive, nos processos arquivados.
 
De acordo com o Ato da Presidência nº 79/2017, somente serão migrados os processos cujos dados das Classes e Assuntos da autuação estejam completos e corretos, considerando as Tabelas Processuais Unificadas do Poder Judiciário, instituídas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Postado às 18h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".