Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

08 JUL
11h36

Maternidade Dr. Peregrino Filho se integra às ações da 6ª Caravana do Coração que estará no dia 09 de Julho em Patos


Maternidade Dr. Peregrino Filho se integra às ações da 6ª Caravana do Coração que estará no dia 09 de Julho em Patos
A ONG pernambucana Círculo do Coração, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado, com apoio da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP), realiza pela 6ª vez na Paraíba atendimentos gratuitos em crianças de 0 a 12 anos, gestantes com idade gestacional de 22 a 28 semanas que apresentem algum tipo de cardiopatia ou problemas oriundos de cardiopatias e crianças com microcefalia. Os serviços e atendimentos em Patos estão programados para acontecer no dia 9 de julho e terão total apoio da Maternidade Dr. Peregrino Filho, que integra a rede estadual de saúde. Profissionais da unidade darão suporte às atividades e participarão de capacitações.
 
Segundo a diretora assistencial da Maternidade de Patos, Luciana Maia, vários profissionais da unidade estarão envolvidos diretamente nas ações da Caravana. “Os profissionais da Maternidade participarão de capacitações, os que integram o ambulatório de microcefalia, ou seja, os fisioterapeutas, fonoaudiólogo e psicólogo também estarão à disposição da Caravana, além disso teremos também as enfermeiras Laryssa Medeiros e Maria Euzarene Tiburtino, além da auxiliar administrativo, Silvia Gomes, que já fazem parte do Circor da Maternidade, à disposição para ajudar e se integrar às ações”, afirma Luciana. A unidade também contribuirá com apoio logístico aos profissionais da Caravana durante sua passagem por Patos.
 
A Caravana do Coração tem o objetivo de realizar um mutirão de triagens, consultas e exames cardiológicos com ajuda de uma equipe multidisciplinar de profissionais de diversas áreas. A equipe multiprofissional da Caravana é, formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, professores e estudantes universitários.  Este ano, 120 profissionais estarão envolvidos na ação. Uma das novidades da Caravana deste ano é que, em cada cidade, os atendimentos vão ocorrer em locais diferentes, de forma simultânea.
 
A proposta é realizar consultas cardiológica; de enfermagem e pediátrica obstétrica; atendimentos em fisioterapia; psicologia; nutrição; fonoaudiologia e saúde bucal, além dos exames de US obstétrica; de laboratório; eletrocardiograma e ecocardiograma. E ainda há a parte lúdica da caravana, desenvolvida por uma equipe da arte-educação que recepciona as pessoas que chegam para receber atendimento na Caravana junto aos seus familiares.
 
“Esse é um projeto que sempre apoiamos e que merece todo o nosso apoio pelo alcance social, pela iniciativa de melhorar a atenção básica, pelos resultados que tem apresentado e, principalmente, por ser uma ação que contribuiu para melhorar a saúde e, consequentemente, a vida das pessoas. Por isso, desde a primeira edição na cidade que a Maternidade de Patos apoia e se integra às ações da Caravana”, destaca o diretor geral da Maternidade de Patos, Dr. Umberto Marinho Júnior.
 
As capacitações que acontecerão este ano serão destinadas para as equipes de atenção básica, hospitalares e SAMU, gestores municipais, Gerentes Regionais de Saúde, gestores dos hospitais e professores das Redes de Ensino estadual e municipale vão abordar os temas “Apresentação RCP, discussão do protocolo de pré-natal”; “ Pré-natal de alto risco (hemorragia, prevenção de eclampsia e pré-eclampsia – sulfatação, infecção, etc)”; “Capacitação em Neonatologia (surfactante, estabilização do neonato de risco, CPAP artesanal, etc)”; “transporte da gestante e neonato de risco (SAMU)”; “Primeiros socorros e identificação de cardiopatas no ambiente escolar”.

Postado às 11h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".