Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

08 JUL
11h42

Lei garante a doação voluntária de centavos do salário de servidor público do Estado ao Hospital Laureano


Alguns centavos pode não fazer diferença na vida de algumas pessoas, mas para outras eles possuem o valor da esperança, da solidariedade, da cura, que pode chegar por meio de doação dos servidores estaduais da Paraíba que desejem contribuir com a manutenção do Hospital Napoleão Laureano (HNL), em João Pessoa.  
 
Para se tornar um voluntário, basta que o servidor realize o preenchimento do formulário de autorização do desconto, que pode ser obtido, preenchido e deixado na sede do HNL, que a instituição encaminha para Secretaria de Recursos Humanos do Estado. Mas, caso o servidor prefira, ao fazer o preenchimento ele mesmo pode ir até a Secretaria de Recursos Humanos entregar o formulário. Após esse procedimento, os centavos serão retirados diretamente do salário, constando em contracheque e, em seguida, destinados à instituição beneficiada. 
 
A diretora geral do HNL, Tereza Lira, destaca a relevância de cada centavo doado. “Nós que fazemos o Hospital Napoleão Laureano sabemos da importância que tem cada mínima doação para quem está sendo submetido ao tratamento de câncer. Poder contar com o apoio e o gesto de solidariedade de cada servidor público do Estado que se coloca a disposição para doar, voluntariamente, os centavos do seu salário é para nós algo de grande valia. Já para as vidas que lutam contra essa doença tão devastadora é uma gratidão que não se descreve”, disse.  
 
Lei 8.723/2008 – A doação dos centavos é uma ação resguarda por lei estadual de autoria do deputado estadual Branco Mendes.
 
Hospital – É a principal unidade da Fundação Napoleão Laureano, entidade filantrópica, e de utilidade pública Federal, Estadual e Municipal e tem por finalidade tratar de pessoas portadoras do câncer. O hospital está localizado no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa.

Postado às 11h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".