Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

25 JUN
18h58

BB apresentará suas linhas de crédito, juros e volume de recursos aportados para o Plano Safra 2019/2020 nesta quarta-feira na Asplan


O Plano Safra 2019/2020 foi anunciado na última terça-feira (18), em Brasília  destinará para o setor agrícola R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. Outros R$ 53,41 bilhões para investimento. Representantes do Banco do Brasil (BB) na Paraíba farão o lançamento do Plano, nesta quarta-feira (26), as 8h30, na sede da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), em João Pessoa. Na ocasião, a instituição apresentará detalhes de volume de recursos, linhas e juros ideais para cada tipo de produtor. 
 
Vale a pena ver
 
Para o presidente da Asplan, José Inácio de Morais, o BB é uma das instituições mais “solidárias” ao produtor de cana-de-açúcar na Paraíba e vale a pena conferir o que seus representantes têm para mostrar ao setor. “O aporte deles em relação a outros bancos é muito bom. Acho que todo produtor deveria ver o que o Banco tem para oferecer em se tratando de custeio ou investimento”, comentou José Inácio, frisando que o anúncio do Governo não foi o esperado, mas que em um cenário de crise, foi o que “deu para fazer”.
 
Segundo informações do BB, o volume de recursos que a instituição trabalhará só será divulgada no final desta terça-feira, para que na quarta-feira pela manhã o Superintendente do BB na Paraíba e o Gerente do Agronegócio no estado possam anunciar ao produtor de cana. Mas, a instituição adianta que as taxas de juros para custeio foram mantidas em níveis que ainda dão para oferecer um bom apoio ao produtor.

Postado às 18h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".