Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

05 FEV
17h55

Creci-PB é destaque nacional em entrega de declarações de inocorrência ao COAF


Creci-PB é destaque nacional em entrega de declarações de inocorrência ao COAF

Os corretores de imóveis e empresas imobiliárias inscritos no Creci-PB, Creci-RN e Creci-SP foram os mais participativos na entrega ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) das declarações de inocorrência de propostas, transações ou operações imobiliárias suspeitas ao longo de 2019.

 “É necessária a participação de todos, pois é uma determinação do governo brasileiro para evitar que o setor imobiliário seja um canal para a prática de ilícitos internacionais. Parabéns aos corretores de imóveis que estão em dia com suas obrigações legais. Parabéns aos Creci´s que estimularam seus inscritos e obtiveram os melhores resultados”, exultou o presidente do Cofeci, João Teodoro da Silva.

Por sua vez, o presidente do Creci-PB, Rômulo Soares, destacou que esse destaque só foi possível graças ao atendimento ao chamamento feito pelo Órgão.

A entrega da declaração evita aplicação de multas irrecorríveis, cassação de autorização para o exercício da atividade profissional no caso das pessoas inscritas nos Conselhos, isentando essas pessoas físicas e jurídicas de responsabilidades penais e administrativas, que implicam no pagamento de multa de 20 milhões de reais, vedação de negócios com instituições financeiras, encerramento de contas bancárias, perda do negócio e até prisão.

O Creci-PB disponibilizou em seu site www.creci-pb.gov.br no canal do corretor o link do Coaf, onde podem ser dirimidas todas as dúvidas relativas ao tema, através de Guia elaborado de forma simples e didática pelo Creci-SP, junto a outros links, de Manual e Apostila sobre o assunto, bem como utilizou, à exaustão, os mais variados meios de comunicação para conclamar os corretores de imóveis e empresas imobiliárias a entregarem as referidas declarações.

Postado às 17h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".