Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

05 MAR
12h19

O Boticário investe em realidade aumentada no YouTube para driblar limitações de distanciamento social


O Boticário investe em realidade aumentada no YouTube para driblar limitações de distanciamento social
O Boticário se tornou a primeira empresa brasileira a utilizar a tecnologia de realidade aumentada do YouTube em suas campanhas de vídeo. Impactando 7 milhões de pessoas e alcançando 94 mil interações, a parceria veio como solução para a divulgação do lançamento de linha de batons Make B. durante a pandemia. 
 
O Boticário já tinha planejado a renovação e relançamento do seu portfólio de batons de Make B., com novas formulações – quando a pandemia de coronavírus começou. A novidade trouxe o benefício do ácido hialurônico e produtos super pigmentados em todo o portfólio, além de novas opções de texturas, acabamentos e cores, contemplando 53 tonalidades. Assim como outras marcas, a empresa se viu com o desafio de promover o lançamento de acordo com as novas regras de biossegurança, que envolvem a proibição de teste de batons nas lojas físicas. A solução veio por meio da realidade aumentada, permitindo que possíveis clientes pudessem testar os batons com segurança.
 
A campanha começava na página inicial, nos resultados de busca ou nos vídeos sugeridos do YouTube com um vídeo de call-to-action para testar os batons. O usuário, então, era direcionado para a página da ação onde podia ativar sua câmera e testar 15 opções de novos tons selecionados pela marca, emulando a experiência na loja. Essa segunda página também permitia redirecionamento para o e-commerce do Boticário.
 
"O Boticário foi o parceiro perfeito para inaugurar nossa solução de realidade aumentada no Brasil. A marca já tem uma forte cultura de campanhas em vídeo muito bem sucedidas e o tema "beleza" segue em alta, mesmo durante a pandemia, com mais de 300 milhões de buscas mensais pelo termo", conta Julia Frigo, Head of Commerce do Google Brasil para Bens de Consumo e Tecnologia.
 
Os resultados trouxeram não só awareness, mas também interação com a marca: a média de duração no vídeo por usuário foi de 15 segundos - o que representa que a maioria dos participantes interagiu com a realidade aumentada por todo o período do vídeo. E a taxa de cliques (CTR) entre um vídeo e outro foi mais de 2 vezes maior que a média brasileira. Foram 14 mil vendas direcionadas pela campanha, 8 vezes mais que a segunda maior campanha da marca em 2020.
 
"A experimentação é algo natural para os consumidores de cosméticos, sobretudo nos itens que trazem cor, como batons. Mas como viabilizar o ato de experimentar sem colocar em risco a saúde das pessoas e respeitando normas de biossegurança? Tivemos que ser criativos e pensar em uma nova solução para levar nossos produtos até os consumidores, em um contexto tão desafiador.”, explica Celio Guida, Head de Mídia, Business Intelligence 
 
& Performance do Grupo Boticário. "Nosso drive inovador foi crucial para mais uma vez oferecermos aos nossos consumidores as melhores experiências possíveis. Em um período sem precedentes, fazer uso de tecnologias de realidade aumentada foi chave para manter a proximidade e a conexão entre nossa marca e o público no ambiente digital. O YouTube ganhou ainda mais relevância no segmento e inaugurarmos essa funcionalidade foi muito importante para o sucesso da campanha.”
 

Postado às 12h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".