Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

31 MAR
13h17

Serviço de Fissuras do HULW beneficia famílias com cestas básicas na Semana da Saúde e Nutrição


Serviço de Fissuras do HULW beneficia famílias com cestas básicas na Semana da Saúde e Nutrição
O Serviço de Fissuras Labiopalatinas do Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba e vinculado à Rede Ebserh, está beneficiando famílias de pacientes acompanhados na unidade com a entrega de dezenas de cestas básicas. Trata-se de uma iniciativa da Smile Train Brasil, parceira do HULW no tratamento de crianças fissuradas. A ação integra a Semana da Saúde e Nutrição.  
 
Segundo a cirurgiã-dentista Rosa Helena Wanderley, ortodontista do Serviço de Fissuras do hospital, a entrega teve início na manhã desta quarta-feira, 31, e, ao todo, serão contempladas 60 famílias. “Este mês, estamos com 30 cestas para os pacientes que vierem para o atendimento durante a semana. Em abril, serão mais 30. A entrega está sendo voltada a pacientes que já estão com consultas agendadas neste período”, orienta.  
 
Uma alimentação adequada proporciona melhores resultados no tratamento de pacientes fissurados, ajudando inclusive na recuperação após os processos cirúrgicos. A agricultora Vanessa Silva levou o pequeno Enzo Gabriel, de três meses, para mais uma consulta e foi contemplada com a doação dos itens. Moradora do município de Maturéia, distante 315 quilômetros da capital, ela está desempregada e ficou feliz com a contribuição. “A situação está ainda mais difícil com a pandemia. Meu esposo faz apenas uns bicos e, muitas vezes, minha mãe nos ajuda”, relatou a mãe, que tem mais um filho de dois anos. 
 
Trinta e um de março faz parte do calendário oficial do Ministério da Saúde como o Dia da Saúde e Nutrição, cujo objetivo principal é conscientizar a população sobre a importância da saúde e da boa alimentação. Neste ano, a Smile Train Brasil preparou uma semana com atividades e conteúdos sobre a importância da nutrição no tratamento de fissura labiopalatina e, até o dia 2 de abril, realiza programação através do canal @smiletrainbrasil. 
 
Nesta quarta, haverá uma live sobre Introdução Alimentar para crianças com fissura labiopalatina. Amanhã, o tema será alimentação pós-cirúrgica para crianças com fissura labiopalatina com uma live sobre cuidados pós cirúrgicos no Facebook da Smile Train Brasil. Próxima sexta (2), será o lançamento dos manuais de nutrição para famílias de crianças com fissura labiopalatina, conteúdo desenvolvido com o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP em Bauru. 
 
Acompanhamento no HULW 
 
Se você descobriu que seu filho vai nascer com fissura labiopalatina ou conhece algum bebê que nasceu com a malformação pode buscar atendimento no HULW. O procedimento é bem simples: basta contatar o Serviço e solicitar agendamento através dos telefones (83) 3206-0668 ou (83) 99823-6634. Após a marcação, o responsável pela criança deve comparecer ao hospital portando documentos como certidão de nascimento, cartão do SUS e comprovante de residência. 
 
Antes da pandemia provocada pela covid-19, o Serviço de Fissuras realizava uma média de 400 atendimentos todos os meses. Atualmente, os procedimentos seguem com agendamento normal, no entanto, seguindo rígidos protocolos de segurança para evitar a contaminação pelo vírus da covid-19.  
 
As fissuras labiopalatinas são os defeitos congênitos mais comuns entre as malformações que afetam a face do ser humano. A condição surge quando certas partes e estruturas da face não se fundem durante o desenvolvimento fetal e, segundo estudos, atinge uma criança a cada 650 nascidas. Apenas uma análise genética pode determinar a real causa. Se não for tratada adequadamente, pode gerar complicações como dificuldade para comer, ouvir, falar e até respirar. 

Postado às 13h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".