Twitter Facebook

Siga Cândido Nóbrega

03 AGO
14h57

Corretor de imóveis se destaca em corrida de rua realizada em Bananeiras


Corretor de imóveis se destaca em corrida de rua realizada em Bananeiras

O corretor de imóveis paraibano Carlos Antônio da Silva continua acumulando conquistas não só na atividade profissional, mas também na condição de atleta. A mais recente delas ocorreu sábado (31) , quando obteve o 41º lugar no geral e 2º na faixa etária de 60 a 69 anos, após maratona ocorrida no município de Bananeiras, situado na região do brejo do estado.

A competição contou com cinco mil atletas de várias categorias, com 5 mil m, 13 mil m, 26 mil m e 51 mil (esta última considerada ultramaratona), que contou com aproximadamente 80 participantes.

A concentração ocorreu às 5h próximo ao cemitério de Bananeiras, de onde a largada se deu no sentido Serras. O percurso constou de trechos descampados, com trilhas em estradas de barro e muitas elevações, onde a menor ladeira tinha 700 m de subida e outras, a exemplo da chamada Cruzeiro de Roma, com 5 km só de subida e Carlos conseguiu concluí-lo, segundo o relógio oficial, às 8h05.

Ela, que ostentou no perito o número 6036, considerou como primorosa a organização do evento, com estabelecimento do cumprimento de várias etapas, determinantes ao recebimento de medalhas e troféus.

Exercício de superação

“Não foi fácil cumprir esse itinerário carregando uma mochila com água e kit de primeiros socorros nas costas pesando 5 Kg, numa superação de cansaço, que incluiu câimbras, mas ao final deu tudo certo, o que agradeço primeiramente a Deus e a minha esposa, que me ajudou muito nos treinamentos”, afirmou.

Carlos Antônio da Silva cultiva desde os 13 anos de idade essa paixão pela corrida, que o ajuda na profissão, ao lhe proporcionar resistência física, fazendo-o deslocar-se com mais facilidade e consequentemente, cansar menos.

Membro da Coapin

Ele integra a Comissão de Análise de Processos de Inscrição do Creci-PB, que tem como atribuição opinar, inclusive no que diz respeito à autenticidade documental, quanto à regularidade ou não dos processos de inscrição de pessoas físicas e jurídicas, entre outros processos definidos através de Portaria. A Coapin diligenciar, proceder a oitivas, citações, notificações e praticar todos os demais atos necessários ao cumprimento de seu desiderato.

 

Postado às 14h, por Cândido Nóbrega


Seu comentário agora é social. Você precisa estar conectado no Facebook para postar seus comentários.

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".