Publicado em 29/01/2020 às 17:20

Fórum dos Servidores Públicos Estaduais da Paraíba tem apoio de deputados

O Fórum dos Servidores Públicos Estaduais da Paraíba promoveu encontro na manhã desta quarta-feira (29) no auditório do Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba, em João Pessoa, entre representantes de diversas entidades e os deputados estaduais Cabo Gilberto, João Bosco Carneiro, Raniery Paulino e Wallber Virgolino.

O Fórum foi resgatado para dentre outras ações, contribuir ao projeto que tramita na AL-PB sobre a Reforma da Previdência estadual, uma matéria complexa, a qual foi objeto de uma Plenária Ampliada na última sexta-feira no auditório do Sindojus-PB. Na ocasião, foi apresentado um estudo pelo DIEESE, que subsidiará a proposição de emendas capazes de melhorar o referido projeto.

Paralisação de advertência

Em sua fala, o presidente do Sindojus-PB, Benedito Fonsêca, conclamou os presentes a participarem de mais uma Plenária, desta feita a ser realizada às 17 de amanhã (quinta-feira), no auditório do Sindifisco, no Bairro dos Estados, com vistas a consolidar a mobilização em torno da paralisação de advertência programada para o próximo dia 4 de fevereiro.

Para o deputado Raniery Paulino, apesar de o governo estadual vir dizendo que é uma mera adequação à Reforma da Previdência do governo federal, isso não corresponde a verdade. “Ela pode sim, ser modulada, inclusive em prazos e percentuais. Esse café-da-manhã é muito importante para ajudar os deputados estaduais em seus convencimentos e é legítimo que só firmemos juízo de valor após ouvida a população, a sociedade e os servidores, principais interessados, que serão atingidos por essa Reforma”, acrescentou.

Importância da unidade

Por sua vez, o deputado João Bosco Júnior considerou de grande significado o resgate do Fórum, diante da necessidade de os servidores públicos do estado da Paraíba estarem cada vez mais organizados em torno de uma unidade, para fortalecer a discussão de matérias do seu interesse, em prol de direitos adquiridos e que precisam ser preservados e também de melhorias para a categoria.

Ele lembrou que durante vários anos, diante da crise econômica que se instalou no País a categoria dos servidores públicos foi a mais prejudicada e que existem distorções que precisam ser corrigidas, como por exemplo a questão dos inativos, pois boa parte dos salários é composto de gratificações e outras vantagens não incorporadas aos proventos.

“A reposição dos períodos inflacionários que não foram concedidos nos salários, precisa ser valorizado, é preciso fazer concurso público, valorizar os efetivos, não se pode priorizar a terceirização em detrimento das categorias dos servidores estaduais.

“Esse Fórum vem num momento importante de luta de todas as categorias de servidores públicos estaduais, vitimados, por exemplo, pela contínua não reposição dos períodos inflacionários e faz-se essencial na defesa da realização de concurso público e valorização dos efetivos, pois não se pode priorizar a terceirização em detrimento dessas categorias”, concluiu.