Publicado em 10/12/2020 às 20:56

Paraibano integra nova diretoria da Associação Nacional dos Defensores Públicos

Os defensores públicos paraibanos, sobretudo os aposentados, contam a partir desta quinta-feira (10) com uma expressiva representação em nível nacional, através do defensor público Fábio Liberalino da Nóbrega, integrante, como Diretor Adjunto de Aposentadas e Aposentados, na chapa única "Integração: diálogo e ação para garantia de prerrogativas e direitos" aclamada hoje para conduzir os destinos da Associação Nacional dos Defensores Públicos (ANADEP), no biênio 2021-2023.

Desde sempre, Fábio Liberalino guarda profunda identificação com os defensores públicos aposentados, tendo sido, inclusive, quando conselheiro da DPE-PB, proposta de sua autoria, no sentido de que estes pudessem votar na eleição para defensor público-geral.

Natural de Santa Luzia e possuidor de pulsante veia literária, onde costuma peticionar em versos, Fábio Liberalino é defensor público desde 1987, foi conselheiro da DPE-PB no biênio 2016/2018 e diretor jurídico da Associação Paraibana dos Defensores Públicos, para a qual foi eleito também em Chapa única, para o triênio 2020/2023.

Gratidão e disposição de trabalho

“O momento é de gratidão a todos os colegas que me confiaram, através do voto, essa nova missão. Trabalharei incansavelmente, agora com ainda mais condições, para não apenas corresponder, mas superar as expectativas”, afirmou.

A eleição se deu para os conselhos diretor, consultivo e fiscal da ANADEP. A chapa foi encabeçada pela defensora pública Rivana Ricarte, que está na Defensoria Pública do Acre desde 2002. Na ANADEP, Ela é a atual vice-presidente institucional e foi também diretora de comunicação no biênio 2017-2019. Foi a primeira mulher brasileira a ser indicada para o cargo de Defensora Pública Interamericana, onde atua perante a Corte e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, desde 2016.

É mestra em Direito pela Universidade Federal da Paraíba, doutora em Direito pela Faculdade de Direito da USP e membra da Coletiva de Mulheres Defensoras Pública do Brasil. Ela será a terceira mulher a ocupar a cadeira da presidência da ANADEP e a primeira representante da região Norte no cargo.

Já as vice-presidências da chapa são compostas pela defensora pública do Distrito Federal Rita Lima (vice-presidente institucional); pelo defensor público de Minas Gerais Flávio Wandeck (vice-presidente jurídico-legislativo); e pelo defensor público de São Paulo Augusto Barbosa (vice-presidente administrativo).

Clique aqui e confira a composição na íntegra da referida chapa.