Skip to content Skip to footer

Prevenção e combate à hipertensão arterial; seis sinais para ficar atento

Prevenção e combate à hipertensão arterial; seis sinais para ficar atento

Resultado silencioso do estilo de vida adotado por alguns indivíduos, a hipertensão arterial é um dos males crônicos mais recorrentes em todo o mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), apenas no Brasil, a doença acomete aproximadamente 30% da população.
            O cardiologista Ricardo Queiroga, responsável técnico da Unimed João Pessoa, explica que a hipertensão é o principal fator de risco para doenças cardiovasculares. Apesar disso, no entanto, a doença é modificável e, por este motivo, é também sinônimo de alerta e esperança para uma vida com hábitos mais saudáveis.


FATORES DE RISCO

            Ricardo Queiroga explica que os principais fatores de risco modificáveis são reflexo dos excessos cometidos ao longo da vida, como tabagismo, sedentarismo e estresse. Além das causas modificáveis, no entanto, há fatores fixos, nos quais não é possível interferir, são eles: idade e hereditariedade. 
            “Dependendo do estágio da doença, nos casos modificáveis, é possível tratar apenas com uma mudança de estilo de vida. Ao adotar hábitos mais saudáveis, a pessoa consegue controlar os fatores de risco para a hipertensão”, afirma o cardiologista.


COSTUMES SIMPLES

            Contudo, o que muitas pessoas não sabem é que tanto a descoberta quanto o tratamento da hipertensão podem ser simples. Basta que as pessoas monitorem a pressão arterial regularmente, fazendo disso um hábito bimestral. 

“Independentemente de ter sintomas ou não, o indivíduo precisa verificar a pressão para que o diagnóstico não se torne tardio e os órgãos-alvo sejam atingidos”, o cardiologista lembra que a saúde de olhos, rins, coração e cérebro se torna um foco quando o paciente é hipertenso. Isto acontece porque estes órgãos enfrentam um regime elevado de pressão e, ao longo do tempo, podem apresentar alterações graves em sua estrutura. “Em linhas gerais, é importante estimular a população para rotinas saudáveis, com caminhadas, redução do estresse e alimentação saudável. E é claro, falar do problema também é de fundamental importância”, aconselha Ricardo Queiroga.

SEIS SINAIS PARA FICAR ATENTO

            Para evitar a descoberta tardia da doença, o cardiologista do plano de saúde Unimed JP destacou os seis principais sintomas aos quais as pessoas devem estar atentas quando o assunto é hipertensão arterial. Quando houver identificação com um ou mais sinais, é importante que o paciente procure um médico, evitando assim maiores complicações.

Veja abaixo os sintomas:

  • Dores na cabeça e tontura;
  • Dor no peito;
  • Zumbido no ouvido;
  • Fraqueza;
  • Visão embaçada;
  • Sangramento nasal.

COMO EVITAR

  • Praticar exercício físico regularmente;
  • Alimentação saudável;
  • Evitar fumar e ingerir bebida alcoólica;
  • Controlar o estresse;
  • Controlar doenças como diabetes e hipertireoidismo;
  • Consumir mais fibras.
Show CommentsClose Comments

Leave a comment