Skip to content Skip to footer

A RURALTUR é a grande vitrine do turismo rural do Brasil, diz gestora 

A RURALTUR é a grande vitrine do turismo rural do Brasil, diz gestora 

A RURALTUR é a grande vitrine do turismo rural do Brasil. Esta é a opinião da gestora de Turismo do Sebrae Paraíba, Regina Amorim, sobre a feira que acontece a cada ano, de forma itinerante, coordenada por alguma unidade do Sebrae, nos estados. Em 2022,  essa coordenação fica por conta do Sebrae Paraíba, grande destaque em expertise nas atividades ligadas à economia criativa e ao fomento de negócios do turismo nos municípios do estado. 

Esta edição da RURALTUR acontece em parceria com os Sebrae de alguns estados e também o nacional. Desta vez, o evento será  em Bananeiras (PB), importante cidade do Brejo paraibano, com apoio da  Prefeitura de Bananeiras, Fórum de Turismo do Brejo paraibano, Paróquia de Bananeiras e Rádio Integração FM de Bananeiras. 

Com o tema “O poder da governança para o turismo rural criativo e colaborativo”, o evento acontece entre os dias 8 e 11 de setembro. “A RURALTUR, como estratégia de acesso a mercados e a ampliação da rede de turismo rural nacional, contribui também para o alinhamento de novos conhecimentos, o fortalecimento da governança e o compartilhamento de casos de sucesso de várias regiões do Brasil.”, afirma Regina.

Na entrevista que segue, Regina explica o poder do evento enquanto ferramenta de impulsionamento e desenvolvimento do turismo rural, as expectativas sobre a RURALTUR e a adesão regional. 

Como será a RURALTUR edição 2022?

A minha expectativa é que RURALTUR venha com a força do presencial, após dois anos de RURALTUR digital. E o propósito de ser referência em Feira de turismo rural, de promoção e de transformação dos pequenos negócios, sem perder a ruralidade, mas com sustentabilidade econômica, social, cultural e ambiental. A realização da Feira no município de Bananeiras possibilita a leitura de que um destino turístico bem estruturado, em termos de hospedagem e gastronomia, além dos atrativos naturais e culturais, locais e regionais, é o melhor destino para sediar a RURALTUR. Portanto, o público expositor e visitante, as agências e operadoras de turismo, juntem-se a nós, pois “quem não é visto, não é lembrado”.  A crise existe para aqueles negócios que se acomodam com o problema, em vez de enxergar as oportunidades e as melhores parcerias, para sair mais forte após uma RURALTUR.

O que motivou o desenvolvimento de um evento sobre turismo rural?

Segundo dados do IBGE, o Brasil é um País rural, porque 60º dos seus municípios são rurais. Na Paraíba, é visível o desenvolvimento do turismo rural em Cabaceiras, onde a atividade econômica principal, continua sendo a caprinocultura, mas toda essa atividade econômica, também ganha com o turismo rural. Não precisa ir muito longe para se viver uma experiência de turismo rural no município de Conde, no Litoral Sul, onde o turismo de sol e mar é muito forte, mas que faz uma excelente parceria com os negócios de turismo rural, principalmente os restaurantes rurais, o shopping rural Doces Tambaba, em um assentamento rural. 

Por que Bananeiras?

A região do Brejo paraibano é muito forte no turismo rural, com a produção dos engenhos de cachaça de alambique e hoje o município de Areia é conhecido como a capital paraibana da cachaça. Bananeiras também se destaca com os restaurantes rurais, o turismo gastronômico e de aventura e arte na serra. Se vamos para o Vale dos Sertões paraibano, tem um forte apelo para a rota de ciclismo e a rota gastronômica que integram nove municípios. Temos muito o que falar sobre turismo rural no Brasil e na Paraíba.

Qual o papel da RURALTUR para o turismo paraibano? Como ele atua na economia criativa do estado?

A RURALTUR tem  o papel de promover a competitividade dos pequenos negócios de turismo rural, fomentando o empreendedorismo, com sustentabilidade e inovação. A criatividade e cultura são pilares estratégicos para o turismo criativo, em qualquer modalidade e não seria diferente no turismo rural, onde a produção associada ao turismo, ou seja, o artesanato, a produção artesanal de alimentos e bebidas, as manifestações culturais, geram as melhores experiências do turismo rural. A RURALTUR, como estratégia de acesso a mercados e a ampliação da rede de turismo rural, contribui também para o alinhamento de novos conhecimentos, o fortalecimento da governança e o compartilhamento de casos de sucesso de várias regiões do Brasil.

Como o Sebrae atua no desenvolvimento do turismo local?

Onde o SEBRAE chega para atuar, transforma os desafios da comunidade e dos proprietários rurais, em negócios promissores, sem perder a ruralidade, a singularidade e os seus valores culturais. Ou seja, aproveita tudo que há no local, e transforma em experiências do turismo no meio rural. SEBRAE trabalha com a essência do que existe no território e qualifica os atores e empreendedores, para o desenvolvimento do turismo rural. Meu sonho é ver todas as regiões turísticas da Paraíba, bem representadas na 18ª RURALTUR e recebendo a todos os visitantes e expositores de outros Estados, com a hospitalidade, que é uma das características do povo paraibano.

Como tem sido a adesão do evento?

Estamos com uma adesão muito boa de possíveis expositores de vários Estados do Brasil, e essa troca de saberes só vem engrandecer e dar visibilidade ao turismo rural do Brasil, consciente, inteligente e em rede. As inscrições e assinaturas de contrato da Feira acontecem até 31 de julho, por isso, não deixe para depois, pois a 18ª RURALTUR tem apenas 80 estandes. Considero uma das melhores Feiras de Negócios, em termos de pertencimento, com clima de bons relacionamentos e negócios realizados. E é por isso que a RURALTUR já se encontra na sua 18ª edição, com candidatura para em 2023, ser realizada pelo SEBRAE SP, em Franca – SP e em 2024 acontecer em Cusco no Peru.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment