Skip to content Skip to footer

Be.Labs inicia duas novas turmas para incentivar o empreendedorismo das mulheres no campo

Be.Labs inicia duas novas turmas para incentivar o empreendedorismo das mulheres no campo

A liderança de mulheres no campo cresceu 44,2% em 11 anos, de acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Mais do que manter a estrutura familiar, essas mulheres precisam cada vez mais tomar consciência do poder delas no meio rural, para isso a Be.Labs — primeira aceleradora de empresas exclusiva para mulheres do Nordeste — abriu duas turmas no Cariri paraibano para aplicar o Efeito Furacão, metodologia própria que estimula as mulheres a assumir o protagonismo de suas histórias e também alavancar a economia e desenvolvimento da região.

Em parceria com o Sebrae, as turmas irão imergir durante dez semanas em encontros coletivos presenciais e também individuais para mentorias, nas cidades de Sumé e Soledade, no Cariri paraibano. Os cursos vão até 24 de agosto.

Empoderamento – O analista técnico do Sebrae Paraíba, João Bosco da Silva, que coordena o agronordeste, conta que atua em várias frentes — a caprinocultura, bovinocultura leiteira, avicultura caipira e hortifruti agroecológico —, e que notou um potencial nas mulheres que trabalham no meio rural. “São elas que mantêm a estrutura familiar e precisávamos dar mais voz, mais empoderamento, para que elas tenham cada vez mais consciência do poder feminino nesse ambiente rural”, destaca.

Bosco acrescenta que a experiência da Be.Labs em outras turmas voltadas para esta área, como na cidade de Monteiro, motivou o Sebrae a investir em mais duas turmas. “O Cariri sempre dá resposta positiva quando fazemos qualquer tipo de iniciativa. É um momento muito bom para as mulheres passarem por essa capacitação, por esse ‘Furacão’ que a Be.Labs faz. Estamos apostando no gênero, na mulher rural, guerreira e forte, mas que precisa se empoderar mais e mostrar seu valor. O curso vem para dar esse start em tudo o que estamos querendo”, completa.

De acordo com o Boletim da Agricultura Familiar, divulgado pela Companhia Nacional de Desenvolvimento (Conab), quase um milhão de mulheres administram propriedades rurais no Brasil. A maior área de atuação delas é na pecuária e na região Nordeste do país, segundo o levantamento. “Existe um mito de que o meio rural seja gerido majoritariamente por homens”, acrescenta Marcela Fujiy, facilitadora do programa e sócia da Be.Labs.

Efeito Furacão — metodologia da Be.Labs aborda aspectos voltados ao que é necessário para abrir ou manter um negócio, como elaborar um plano de negócios, jurídico, financeiro e uso de redes sociais, mas também noções como empatia, acolhimento e sororidade.

Para saber mais, o instagram é @be.labs e o site, https://belabs.org/. Contatos todomundo@belabs.org e contato@belabs.org.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment